quarta-feira, 21 de setembro de 2016

“A história coloca tudo em seu devido lugar”




Por Juvenal Araújo

Há uma frase famosa de Abraham Lincoln que serve muito bem para ilustrar algumas figuras da nossa política: “Você pode enganar algumas pessoas o tempo todo ou todas as pessoas durante algum tempo, mas você não pode enganar todas as pessoas o tempo todo.” Desde criança, já ouvíamos, que a verdade uma hora acaba surgindo. E aquilo que ouvíamos não era um conto, de fato o tempo coloca as coisas em seu devido lugar.

Na semana passada, o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva chegou a se comparar a Jesus, ao tentar se defender das graves acusações que anda recebendo. Ele nunca teve a humildade tão necessária a um grande líder, muito menos os valores de um grande político.

O apartamento no Guarujá, o pedalinho, o sítio e outros bens não simbolizam o esquema que o ex-presidente é acusado de estar envolvido. Muitos tentam minimizar as coisas erradas que ele fez citando estes bens, mas, repito, em nada simbolizam todo este esquema monstruoso de corrupção.

Lula foi o maior beneficiado de um projeto de poder que funcionou por 13 anos e o líder que aspirava mais algumas décadas de governo. Nunca soube de nada, mas sempre teve as maiores bancadas na Câmara e no Senado, apoio para governar e também a maior quantidade de dinheiro para financiar as campanhas.

Lula pode não ter os milhões de reais ao alcance da polícia ou mídia, como teve Cunha, por exemplo, mas teve algo ainda mais relevante que isso: o poder. Todo esse esquema monstruoso de corrupção garantiu um governo que, depois de certo tempo, passou a colocar o Brasil na contramão do desenvolvimento, onde perdemos uma grande oportunidade de nos tornar um país mais rico, devido às condições externas muito favoráveis.

Afinal, o populismo não é sustentável. Os programas sociais, que são imprescindíveis especialmente aos mais pobres, só sobrevivem em um governo que tenha responsabilidade fiscal. Porque a inflação corrompe o bolsa família, e a recessão quebra o Estado que perde a capacidade de investir em importantes obras e serviços.

Lula se apresenta como um herói. Ele não entende um verdadeiro ofício de um grande líder, que é o de servir os outros e deixar um legado. O que o PT de Lula deixou ao Brasil foi um Estado destroçado, em uma das piores crises econômicas e políticas da história, fruto de tudo que foram plantando, ano a ano.

Não há a carência de um herói no Brasil, de alguém que irá resolver todos os nossos problemas, de um Messias, como o próprio líder petista acha que é. Há espaço para maior participação do povo na política e de mais representatividade no poder público a todas as camadas da população. A história acabou colocando Lula em um posto bem mais baixo do que aquele que um dia ele chegou a sonhar ocupar, e o destino provou que não há mais espaço em nossa nação para políticos como ele.


OBS: Texto e imagem extraídos de http://www.psdb.org.br/a-historia-coloca-tudo-em-seu-devido-lugar-por-juvenal-araujo/
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...