sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Quem é o seu candidato? Voto é coisa séria!




Por esses dias, encontrei algumas postagens nas redes sociais informando que a senhora Paula Maia, condenada em co-autoria com o marido pelo assassinato da atriz Daniela Perez, havia se candidatado na capital mineira para ser mais uma vereadora deste país. Uma das mensagens mais coerentes que li foi essa de um amigo meu compartilhada na data de ontem (25/08):

"Os jornais noticiaram essa semana que Paula Thomaz, que assassinou com seu ex-marido Guilherme de Pádua a atriz Daniela Perez, em liberdade após ter cumprido seis anos da sua pena, é candidata a vereadora em Belo Horizonte pelo PPL - Partido Pátria Livre. Todos têm direito a refazer a vida, mas estaria a candidata apta a cuidar do bem estar da população? E os candidatos que você apoia? Eles têm em seu histórico de vida ou profissional o amor genuíno e necessário ao ser humano para ser seu representante na gestão pública? Nada mudará em Mangaratiba e no Brasil se cada eleitor não votar com mais consciência e responsabilidade." (postado por Evando Rezende no Facebook)

Tendo procurando informar-me a respeito desse fato, busquei por sites de notícias, os quais, além de me confirmarem a polêmica candidatura, acrescentaram mais informações sobre a vida atual da postulante:

"A ex-mulher do ator Guilherme de Pádua, assassino confesso da atriz Daniela Perez, é candidata a uma vaga na Câmara Municipal de Belo Horizonte pelo PPL. Aos 32 anos, Paula Maia, que viveu durante oito anos com o ator e se divorciou ano passado depois de uma relação conturbada, quer ser vereadora tendo como mote de campanha os direitos animais. Paula é a presidente e uma das fundadoras de uma organização não governamental chamada Arca de Noé, ligada a Igreja Batista da Lagoinha, que resgata e cuida de animais abandonados pelas ruas da capital (...) Ela conta que resolveu entrar na disputa porque até hoje a Câmara Municipal não tem ninguém que represente de forma efetiva a causa animal. 'Tantos projetos de lei aprovados e nenhum executado. E como já estou há anos na causa animal e com a ONG há cinco sei bem o que precisamos, não só para os animais mas para toda a cidade', conta a candidata que sonha em ser pastora. (trecho de Ex-mulher de Guilherme de Pádua concorre a vereadora em Belo Horizonte, publicado em 25/08 no Estado de Minas)

Como bem havia comentado o meu amigo no Face, "todos têm direito a refazer a vida", sendo que eu, como advogado e herdeiro dos valores cristãos, defendo a inclusão social de quem deixou o sistema carcerário. Aliás, reprovo qualquer tipo de discriminação que alguém possa fazer contra tais pessoas hoje em liberdade, as quais já pagaram a pena prevista pela legislação e, se precisam prestar contas ainda, será com a própria consciência. 

Todavia, quando se fala no exercício de um cargo político, há que se adotar critérios mais rígidos bem como pesquisar bem a vida pregressa do candidato. E aí considero quase proibitivo votarmos em homens ou mulheres que um dia cometeram determinados delitos mesmo que a conduta não esteja relacionada à corrupção. Pois, quando se trata de legislar ou administrar a coisa pública, estamos falando também de vidas sendo que, ao elegermos alguém, estamos dando uma significativa parcela do poder a essa pessoa.

É possível que essa jovem senhora esteja melhorando coimo ser humano, mas confesso que dificilmente votaria nela como vereadora, caso morasse em BH. Nada contra ela desejar ser pastora numa igreja ou representar uma ONG pois são organizações privadas. Segundo a Bíblia, o apóstolo Paulo e tantos homens de passado tenebroso foram escolhidos para o ministério eclesiástico, mas, quando tratamos da política, estamos falando das obras dos homens (e não de Deus) onde se deve ter uma avaliação puramente racional acerca do candidato. Pois, sem duvidar da possibilidade de regeneração de qualquer condenado pela Justiça, nós simplesmente não podemos saber se de fato ocorreu uma mudança interior tal como no milagre da conversão da água em vinho.

De qualquer modo, sem fazer julgamentos morais específicos sobre a pessoa da senhora Paula de Castro Maia, a qual não conheço pessoalmente, eis que a sua candidatura chama a nossa atenção para a necessidade de analisarmos quem são os candidatos a vereador e prefeito nestas eleições dentro das cidades onde vivemos. Pois, infelizmente, há muitos outros condenados da Justiça (a maioria pouco conhecidos no meio social) que podem estar concorrendo a tais cargos de modo que não podemos ignorar o passado de cada um.

Fiquemos atentos!


OBS: Imagem acima extraído do sítio do TRE-ES, conforme consta em http://www.tre-es.jus.br/imagens/fotos/tre-ma-votacao-eletronica-2012/@@images/b789bdba-c19f-447e-91f6-7cd5ace53bca.jpeg
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...