terça-feira, 8 de novembro de 2011

Abstinência Sexual - Confissões de João Marcos, o discípulo e intérprete de Pedro


O meu encontro com o Mestre me trouxe uma transformação impar. Aos meus 17 anos, no jardim do Getsêmani, envolto em panos o encontrei. Meu objetivo era confessar os meus pecados, e foi o que fiz, confessei tudo, e todos soube o dia que perdi a virgindade, aos 15 anos.

Na época eu estava curioso e cansado de tanto esperar “para não mencionar o sentimento maldito e solitário dentro do meu coração que me corroía” convidei minha amiga para compartilharmos algo intimo, pulamos na cama e brincamos a noite toda. Mesmo que eu não sentisse atraído por ela, eu queria ter essa experiência. Ela estava lá, e houve a troca mutua de prazer...

Depois me arrependi tanto que decidi me abster sexualmente, e só sairia deste estado se alguém significasse algo importantíssimo para mim.

Precisava do perdão do mestre...

O Mestre me ouviu e antes de falar-me algo Judas o traiu com o beijo no rosto e os guardas romanos atento ao sinal prenderam o mestre. Eles também queriam me prender, me agarraram e fugi, rascou o lençol e pelado corri.

Agora, trinta anos depois, termino de escrever o Evangelho de São Marcos, solteiro, e sem previsão de sair desta abstinência sexual... Todo esse tempo, eu não conheci ninguém, e as moças que eu fui atraído não passavam de ilusões.

Sinto-me pessimista sobre as relações. Não consigo arriscar, passando para elas que o cara perfeito chegou. Às vezes me sinto deprimido, pois é muito difícil abrir mão de tudo. Para aliviar este sentimento eu me masturbo, e faço de um modo diferente, sem pensar em nada, ou seja, sem pecar!

A felicidade é uma opção, e estou feliz pela minha abstinência. Tenho convicção que a abstinência sexual é a resposta para muitos. A vida no celibato é uma opção de entrega total a Cristo. A pessoa doa-se em todo o seu ser incluindo a dimensão física, mas de uma forma diferente da que é vivida no matrimônio.

O estranho é que ha algum tempo nasceu algo no meu coração, e está me incomodando. E este broto é uma garota, me encantei por ela e agora desejo conhecê-la. Eu quero realmente conhecê-la primeiro, antes de ter relações intimas porque não quero complicar as coisas. Mesmo assim, a vida de abstinência sexual não é tão ruim, e as vezes me pergunto, continuo abstendo ou me entrego a está nova relação...

Marcos - autor do Evangelho de São Marcos.
Texto Base: Mc: 14.51-52 (Uma história de ficção)
Twitter @PecadorConfesso
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...