sábado, 29 de outubro de 2016

O Homem Assombrado e o Espírito da Pechincha





Em seu livro "O Ano da Leitura Mágica", a autora Nina Sankovitch cita o livro "O Homem Assombrado e o Espírito da Pechincha" de Charles Dickens:

"O homem na história de Dickens é assombrado por memórias da coisas erradas cometidas contra ele no passado e por sofrimentos pretéritos: ' Eu os vejo no fogo, agora. Eles me voltam na música, no vento e na imobilidade mórbida da noite, no passar dos anos '

Um fantasma, que parece ser o reflexo do homem assombrado, lhe propõe um acordo. Ele se oferece para livrá-lo das más lembranças, deixando o espaço em branco. O fantasma promete um vazio no lugar onde antes havia sombras do passado. " A memória é minha maldição; e, se eu pudesse esquecer minhas tristezas e erros, eu esqueceria!'. Assim o homem assombrado aceita a oferta. Lá se vão toda a capacidade do homem de expressar ternura, compaixão, compreensão e carinho. Nosso homem assombrado percebe, tarde demais, que ao se livrar de suas memórias, ele se tornou um homem vazio, triste e um disseminador da tristeza para todos que se aproximam. Como é natal e ele é um personagem dickensiano, o homem assombrado tem a chance de se regenerar no seu acordo com o fantasma e consegue suas memórias de volta, espalhando a alegria do natal. " 

____________________________

E então, você também acha que deveria apagar suas memórias, por mais duras, difíceis e chorosas que elas possam ser? 

Publicado também no blog Desfile Literário
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...